Disque Botucatu - (14) 99710-7656
Guia Botucatu Notícias Aécio diz que crises no país são 'obra conjunta' de Lula e Dilma

10/09/2015 15h59 - Atualizado em 10/09/2015 16h08

Aécio diz que crises no país são 'obra conjunta' de Lula e Dilma

Aécio diz que crises no país são 'obra conjunta' de Lula e Dilma

 

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), criticou nesta segunda-feira (22) o governo do PT e afirmou que as crises "econômica, moral e de confiança" são "obra conjunta" do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da atual presidente, Dilma Rousseff.

No último sábado (20), segundo reportagem do jornal "O Globo", Lula criticou o governo Dilma e creditou ao governo dela, sobretudo no segundo mandato, a crise vivida pelos petistas. De acordo com a publicação, o ex-presidente disse que Dilma está no "volume morto" e criticou a relação interpessoal entre Dilma e o restante do governo.

Nesta segunda, em debate sobre a democracia em São Paulo, Lula afirmou que o PT perdeu sua "utopia" e defendeu uma "revolução" na legenda, que ele ajudou a criar.

"Eu vejo o PT passando por um momento extremamente grave. Mas a obra não é de autoria da presidente Dilma, exclusivamente. Essa é uma obra de autoria conjunta do presidente Lula, da presidente Dilma. E não há como descolar uma coisa da outra. O governo é o PT, o governo é Dilma, o governo é Lula", disse Aécio.

"Isso é uma obra caseira, feita pelo governo do PT. Eu acho que o presidente Lula, mais do que ataques à atual presidente, sua criatura, ele tem que assumir sua parcela de responsabilidade pelo que vem acontecendo no Brasil", complementou o tucano.

O senador, que foi derrotado por Dilma no segundo turno das últimas eleições presidenciais, também disse a jornalistas que o atual governo está "sitiado" e que vive "na barra dos tribunais" ao comentar as "pedaladas fiscais" que devem ser julgadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no próximo mês.

Neste fim de semana, pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal "Folha de S.Paulo" indicou que apenas 10% da população avaliam o governo Dilma como "ótimo" ou "bom". A atual taxa de reprovação da presidente só não é pior que os 68% de "ruim" e "péssimo" registrados pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello em setembro de 1992, poucos dias antes de ele sofrer um processo de impeachment.

 

Comentários

 
 

Empresa do Mês

Não há nenhuma empresa para ser exibida no momento!

Receba Novidades

Cadastre-se grátis e receba novidades diariamente seu e-mail de notícias, promoções, guia comercial e muito mais.

Redes Sociais

Curta e compartilhe nas redes sociais

2022 © Guia Botucatu - Todos os direitos reservados